sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Van Morrison - Common One (1980)


O mestre irlandês do folk celta passou a década de 1970 oscilando entre grandes sucessos e momentos de introspecção total. Common One é um dos seus discos mais difíceis, líricos e belos, principalmente por refletir claramente a sua busca pessoal pela espiritualidade.
Van sempre foi um cara obcecado pela transcendência, mostrou isso em vários de seus 38 discos e talvez tenha chegado muito perto nesse Common One.

O revestimento musical é o jazz e as paisagens plácidas da Irlanda do Norte. Mesmo sendo um disco tranquilo, as canções trazem elementos inegáveis de música negra americana, a outra grande paixão do homem.

Fraseados de metais em brasa, típicos de bandas como Harold Melvin & The Bluenotes ou Manhattans, surgem por todos os lados em "Wild Honey". Aliás, o homem que manuseia o saxofone por aqui é, nada mais nada menos que Pee Wee Ellis, escolado nos ritmos negros via James Brown. Um baixo jazzy, pulsante e suingado, além de cordas belíssimas pontuam as mudanças de andamento ao longo dos 15 minutos de "Summertime In England", uma das mais belas canções compostas por Van Morrison.

Outra suíte enorme, "When Heart Is Open", encerra os trabalhos. Muita gente não entendeu como um disco de Van Morrison poderia ter 6 canções e durar mais que 54 minutos, uma média de quase dez minutos por música. Enfim, o tempo deu a Common One o crédito que merecia. A reedição remasterizada lançada nesse ano traz a arte original do disco e duas faixas bônus, versões alternativas de "Haunts Of Ancient Peace" e "When Heart is Open", aumentando a duração para mais de 70 minutos.

Progressivo folk-celta? Não, mais um belo e inspirado disco de Van Morrison.

4 comentários:

banlop disse...

Grande Cel..nunca vou me esquecer quando tinha meus 17 anos li em sua coluna " O novo faz " sua dica do Astral weeks..disco esse que só com meus 23 anos ( hoje tenho 28 ) pude comprar. desde então o Van e você tem sido uma referência constante em minha vida.São esse "pequenos" mas intenso atos que mudam nossa maneira de olhar a vida....Obrigado!
Abraços do seu leitor desde os 16 anos.Fernando
PS- SEI que esse não é o disco em questão, mas o Van Morrison está presente, e "When Heart Is Open" foi minha música de cabeceira por alguns meses..

CEL disse...

Poxa, Fernando...
Muito obrigado pelo comentário. Fico feliz em apresentar esses caras e fazer com que mais e mais pessoas tenham a chance de conhecê-los...
É uma honra.
Abraço.

banlop disse...

Caro Cel a lista de artistas maravilhosos que vc me apresentou, com suas palavras é gigante.E devo confessar, que muitos desses artistas foram parar em cds dedicados a meninas que amei em determinada época de minha vida.

Abraços!!

CEL disse...

Opa, dupla responsabilidade então!
Elas merecem, meu caro. E elas gostam, mesmo que não digam nada.
Obrigado novamente pela extrema gentileza.