segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Apresentação


Sou um fã de discos. Devo ter uma grande insegurança ou incapacidade em me contentar com o aspecto imaterial da música, uma vez que preciso de CD's, LP's ou qualquer outra forma para ter a certeza que a canção (ou canções) estão ali, em meu poder. Sei muito bem que a arte (no caso da modalidade audiovisual) cutuca o nosso cérebro de uma forma distinta das esculturas, pinturas e isso é bom, mas me dói - ainda bastante - ver um mundo em que a música é algo fugidio, apenas digital e que tende mais e mais a cumprir um papel acessório na vida moderna.

Ouvir música se tornou uma tarefa que acompanha outras tarefas - mais importantes, mais sérias - e os formatos digitais atuais acabarão por sentenciar os discos ao esquecimento, pelo menos para a maioria do público. Pena, pois eles - os formatos - são práticos e o mundo perderá informação com essa condição...

Esse blog é a contribuição de um sujeito que escreve sobre música há um bom tempo e que, quase sempre, ouve mais de um disco por dia. Não faço coletâneas, não ouço rádio, deixei de ver MTV há um bom tempo, minhas informações sobre música vêm de diversas e informais fontes - todas confiáveis. Aqui pretendo todo dia falar a vocês sobre um disco que estou ouvindo ou que acabei de ouvir. Dizer o que achei, aconselhá-los ou não a fazer o mesmo e, mais que tudo, celebrar o formato de várias canções integrando um conjunto.
Os posts não seguirão formato, não serão sempre positivos e, em breve, teremos um bom arquivo. Pra essa empreitada funcionar, a participação de vocês é essencial.

Nos vemos sempre.

Carlos Eduardo Lima - CEL

PS: esse não é um blog de downloads.

5 comentários:

hansenharryebm disse...

Parabéns pelo blog, CEL. Engraçado como o Paul´s Boutique teve um reconhecimento mais tardio do que na época (apesar de que eu ainda prefiro o Licensed to ill)

CEL disse...

Pois é, o disco foi lançado no meio da troca de gravadora, com os caras longe de Nova York. Os primeiros discos dos Beastie Boys são duca, ainda tem o Check Your Head, que veio depois do Paul's. Eu gosto de todos, mas a produção dos Dust Bros. faz a diferença aqui.

Anônimo disse...

CEL, parabéns! Sou seu leitor há tempos e concordo que a música hoje tem se tornado, cada vez mais, um penduricálio para algumas pessoas.

Pensando nisso, acho que valeria um post abordando o conceito do "álbum", algo que parece ter sido deixado de lado pelos novos artistas.

Abs
Jean

CEL disse...

Boa idéia, Jean. Vou fazer um texto sobre isso e postar. A música perde muito a partir da ausência do conceito de "álbum". Toda uma linhagem de discos conceituais fica automaticamente restrita ao passado.
Sorte de quem enxerga um pouco mais na música, né?
Obrigado pelo comentário.

Cyn Costa disse...

Para mim, música é emoção. Alegria, tristeza, saudade, dor, raiva, excitação, amor, paixão...
Cel, se seu blog fosse diferente, não seria você.
Seja bem-vindo!!!